PUBLICIDADE
ANUNCIE: ☎ 54 3614 2118
ALRS
PF deflagra Operação Efeito Colateral 2 no HSVP e outros locais de Passo Fundo
Agentes cumprem mandados de busca e apreensão

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira a operação Efeito Colateral II, que investiga possível desvio de recursos públicos do Sistema Único de Saúde (SUS). A suspeita é de que mais de R$ 1,2 milhão, destinado ao setor de oncologia do Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo, tenha sido fraudado.

Cerca de 40 policiais federais cumprem 10 mandados de busca e apreensão no município de Passo Fundo. Os locais específicos das buscas não foram informados. As investigações iniciaram em setembro de 2017 para apurar a legalidade de repasses de recursos do Hospital São Vicente de Paulo para uma empresa médica ambulatorial, localizada em Passo Fundo.

A Operação, iniciada pela Delegacia de Polícia Federal em Passo Fundo, atualmente prossegue na Delegacia de Repressão a Corrupção e Crimes Financeiros da PF, em Porto Alegre.



Efeito Colateral I I



Em 20 de março, a PF desencadeou a primeira fase da operação Efeito Colateral. Na época, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão em Passo Fundo, Porto Alegre e Florianópolis, em Santa Catarina. A suspeita era de que recursos do hospital estivessem sendo repassados para uma empresa de fachada do ramo de cunsultoria. O titular da empresa, localizada em Florianópolis, seria um "laranja" supostamente vinculado a um funcionário da administração do Hospital.






Fonte: PF/CP/Rádio Urapuru