PUBLICIDADE
ANUNCIE: ☎ 54 3614 2118
CURSO DE VENDA MARA PARTICHELLI
Tricolor gaúcho goleia o Santos na Arena por 5 a 1
Maicon, duas vezes, Everton, André e Arthur anotaram os gols do Tricolor

Tricolor dominou o Santos em mais uma grande atuação do time | Foto: Ricardo Giusti




Mais um espetáculo de futebol. Assistir a este time do Grêmio em campo é privilégio para os torcedores tricolores e para os amantes de um bom jogo. Na noite deste domingo, na Arena, os comandados de Renato Portaluppi realizaram mais uma grande partida e golearam o Santos por 5 a 1. Maicon, duas vezes, Everton, André e Arthur fizeram os gols do Tricolor. Jean Mota anotou o de honra para o Santos, num raro momento de desatenção gremista. Com a vitória, o clube chega aos 7 pontos na tabela. O Santos parou nos 3 e beira o Z4.

Se você tiver a bola, talvez não ganhe - caso não marque gol - mas, com certeza, não irá perder. Este é o mantra gremista: ficar com a bola, e de posse dela, trocar passes em velocidade, aproximando seus jogadores e acuando o adversário, sufocando até o gol. Foi esta a tática do Grêmio diante do Santos. Maicon, Arthur, Ramiro e Luan flutuaram, dificultaram a marcação adversária. O Grêmio não deixou o Santos respirar. Com o time avançado, forçava o erro na saída de bola dos paulistas, e com a bola nos pés, trocava passes até o arremate.


Domínio tricolor


Logo aos dois minutos, André, de boa movimentação foi derrubado por Jean Mota. Ramiro bateu com força. Vanderlei se esticou todo e mandou para escanteio. Três minutos depois, André deu o passe para Ramiro. O meia gremista armava a assistência para Luan quando foi desarmado. Aos sete, Sasha, vaiado a cada segundo, impediu que a bola chegasse para o meia gremista Luan.


Santos passa do meio de campo


Aos 13 minutos, o Santos conseguiu chegar tocando a bola até o campo de ataque. Sasha encontrou Rodrygo, que mandou de longe. A bola explodiu em Ramiro.


Gira, toca e passa


O time gremista seguia no comando das ações. Luan, caçado em campo, recebeu de Maicon, aos 17, driblou dois santistas e foi bloqueado por Alison na hora H. Dois minutos depois, escanteio cobrado para o Grêmio e André, de primeira, mandou por cima. Em outro lance Everton pedalou e foi para cima da marcação ganhando outro escanteio. O Santos, acuado, começou a fazer cera. Dodô levou amarelo por retardar um lateral. Aos 26, Arthur cobrou falta. A bola subiu demais.


Golaço, desatenção e Everton de centroavante


O primeiro gol, porém, veio de um chute de fora da área. Após a zaga santista rebater, Maicon, aos 30 minutos, dominou e livre de marcação, ergueu a cabeça e mandou uma "paulada": golaço no ângulo. Entretanto, no recomeço do jogo, defesa gremista deu bobeira. Jean Mota chegou sem ser pressionado, driblou Maicon e bateu forte. A bola desviou em Kannemann e matou Marcelo Grohe. Sem abatimento, Grêmio seguiu em cima. Aos 35, Luan cabeceou e a bola explodiu na trave. A torcida empurrava mais ainda o time para dentro do gol. E, nos acréscimos, a bola foi de pé em pé até chegar em Everton, na posição de centroavante. Ele driblou dois marcadores e bateu no canto oposto de Vanderlei: 2 a 1.


Segundo tempo


Grêmio manteve a estratégia. A diferença foi o Santos. O time de Jair Ventura adiantou um pouco a equipe na expectativa de, quando roubasse a bola, estar mais perto do gol de Marcelo Grohe. Mas, os comandados de Renato não titubeiam: recuperam a bola com rapidez e seguem ávidos em busca do gol. Aos seis minutos, Luan levanta com capricho para Ramiro. O meia gremista surge entre os zagueiros do Santos e cabeceia. A bola vai para fora.


Capitão artilheiro e goleada


Na sequência, André sofreu falta na entrada da área. David Braz chegou forte. Equipe paulista bateu forte. O capitão Maicon pediu para cobrar: caixa. Batida na bola com perfeição. Vanderlei nem saiu na foto: 3 a 1. Sem poder de reação, o Santos via o Grêmio esbanjar qualidade. Controla o ritmo. Ora acelera, ora retarda. Aos 17 Luan recebeu de Arthur no meio de campo, avançou sem marcação, mas mandou para fora. Aos 23 Luan fez nova tentativa. Vanderlei foi no cantinho e jogou para escanteio. O quarto gol era questão de tempo.

Aos 25, em mais uma troca de passes perfeita, Ramiro cruzou da direita. O centroavante André desviou de cabeça. Luan foi na esquerda e bateu para o meio da área, deixando Vanderlei "vendido no lance". André só teve que empurrar para o gol vazio: 4 a 1. Sasha, sumido, tentou, aos 30, de cabeça após cruzamento de Daniel Guedes. Direto para fora. Foi o Santos no segundo tempo. Aos 34, o Grêmio seguia em cima, com fome de gols e fôlego de sobra. Everton entrou na área driblando os adversários. Ele rolou para Arthur. O volante tricolor, livre, recebeu, ajeitou o corpo e bateu tirando de Vanderlei: 5 a 1. O Grêmio fez o que quis nesta noite: massacrou o Santos e alegrou os torcedores.

Agora o Grêmio "esquece" o Brasileirão e se concentra na Copa do Brasil. O Tricolor encara o Goiás, quarta-feira, dia 9, às 19h30min na partida de volta das oitavas de final. O time de Renato venceu o primeiro jogo por 2 a 0. No campeonato brasileiro, a equipe tem o Gre-Nal, sábado, 16h, na Arena. Tem tudo para ser um grande clássico.







Fonte: CP