PUBLICIDADE
ANUNCIE: ☎ 54 3614 2118
FENAE
Nico López sai do banco e comanda vitória do Inter sobre o Bahia
Colorado retorna à Série A com três pontos pelo 2 a 0 no Beira-Rio

Colorado retorna à Série A com três pontos pelo 2 a 0 no Beira-Rio | Foto: Guilherme Testa




O acaso consertou a escalação ofensiva do Inter e Nico López comandou a vitória sobre o Bahia, no retorno à Série A do Brasileirão. O uruguaio saiu mais uma vez da reserva e foi a estrela da partida, anotando dois gols e criando várias chances no 2 a 0 que garante os primeiros três pontos colorados. O próximo desafio será pela Copa do Brasil, quinta-feira em Salvador.

O Inter enfrentou um primeiro tempo complicado, contra um adversário enjoado que não se limitou a apenas marcar em seu campo. Apesar dos frequentes erros de passe, o Colorado conseguiu algumas boas triangulações e, numa delas, saiu o gol para arrancar em vantagem.

A primeira chance veio em bola cruzada de D'Alessandro, aos sete minutos. Ele levantou na área, a zaga afastou e William Pottker tentou o chute no rebote, mas carimbou a defesa. O Bahia respondeu quatro minutos depois. Léo mandou na área, Lomba e Iago bateram cabeça e quase sobrou para Edigar Junio na pequena área. Edenilson despachou para longe o perigo.


Hiato criativo


Depois disso, o jogo caiu de qualidade e as bolas longas viraram tônica, sem resultarem em chances de lado a lado. Apenas aos 25 que o Inter voltou a ameaçar, e na bola parada. D'Ale cobrou escanteio e Dourado desviou de cabeça, mas fraco para defesa de Douglas. A essas alturas, Nico López já estava no gramado no lugar de Rossi, que sentiu lesão.

A mudança involuntária seria essencial para o Colorado, mas apenas na reta final da etapa. Antes, Rodrigo Moledo quase carimbou as redes com um forte cabeceio na bola cruzada por D'Ale. O Bahia ameaçou no contragolpe, aos 33 minutos. Zé Rafael ganhou pelo meio e tentou o chute da meia-lua, explodiu na zaga. Voltou para Elton, que tentou de novo da meia-lua, mas Dourado tirou do jeito que dava.


Presente de D'Ale, estrela de Nico


Aos 36, o aniversariante D'Alessandro começou a empacotar o presente para a torcida do Inter. Ele mandou para Patrick na área, o volante cruzou rápido e Nico López antecipou para desviar de cabeça, sem chances para o goleiro. Um a zero para o Colorado e alguma tranquilidade para o segundo tempo. E D'Ale quase ampliou aos 44. Pottker recebeu na direita, o goleiro saiu da meta para marcar e ele voltou com inteligência para o capitão. D'Alessandro chutou forte sem goleiro, mas a bola desviou acima da meta, mantendo o placar antes do intervalo.

O Colorado voltou com a vantagem no escore e apostou nos contra-ataques, deixando o Bahia com a bola, mas sem espaços para criar. O resultado foram várias chances de gol. A primeira delas foi com D'Alessandro. Nico tabelou com Fabiano, invadiu a área e a marcação fechou. Ele serviu D'Alessandro na marca do pênalti, mas o argentino chutou por cima na tentativa de colocar no ângulo esquerdo.


Gol e tranquilidade


Com a transição rápida, o Inter quase ampliou aos 10 minutos. Pottker levou a melhor na direita, depois de uma furada da zaga e centralizou. Nico recebeu na meia-lua e tentou o chute forte, mas mandou por cima.

Só que o uruguaio, que recebe o convite para a festa sempre atrasado, mas comparece; estava impossível. Ele recebeu na frente da área e acionou Edenilson. O volante devolveu com categoria, de cavadinha, e o atacante uruguaio deslocou o goleiro com um chute de chapa no canto direito, golaço pelo conjunto da obra e 2 a 0 para fazer a festa no Beira-Rio.

Mesmo com a bola, o Bahia só conseguiu ameaçar de longe. Nino Paraíba tentou aos 17. Roubou no meio e experimentou a bomba, mas Marcelo Lomba catou firme. Dois minutos depois, Edigar Junio foi lançado de longe e ganhou da zaga, mas Moledo se recuperou para botar o pé na frente na hora da conclusão.

Quase veio a goleada na reta final da partida. D'Alessandro chegou bem na linha de fundo e cruzou com açúcar para Patrick. Com à meta à disposição, ele pegou embaixo da bola e isolou. O garoto Brenner ainda entrou no lugar de Pottker e quase deixou sua marca. Nico López recebeu na direita, livre, leve e solto, cruzou na pequena área e Brenner desviou com o pé, mas o goleirão Douglas fez o bloqueio. O 2 a 0 estava de bom tamanho para iniciar os trabalhos.







Fonte: CP